sábado, 17 de julho de 2010

O Profundo da Alma .

As Luzes estão apagadas ..
e nem mesmo uma única fresta de Luz pode me penetrar .
Os sons sumiram na Escuridão ,dando lugar ao mais vasto silêncio .
Um silêncio tão grande e Profundo que faz os meus ouvidos sangrarem ,
e implorarem por uma mísera nota que seja .
Mas o Medo não me apavora ,
ele me convida a entrar cada vez mais no manto negro ..
Faz com que me deite e sonhe com o Paraíso .
Abrir os olhos já nem é mais preciso ,
pois com os olhos fechados vejo tudo que necessito .
E nada mais me é estranho ,tudo aqui é convencional .
Mas onde estou trancada ?
Os ecos não me respondem ,só sabem me imitar ..
Onde estou ?
E lá no fundo da Noite ,vejo a porta se abrir .
Eu estou aqui sentada ,deitada dentro de mim !

" Nem mesmo o mais profundo dos Olhares consegue enxergar o Profundo da Alma . "

Nenhum comentário:

Postar um comentário